Descobrir Portugal
Um Dia Por Amarante
Roteiro
  • Golfe
  • Romance
  • História e Cultura

Um Dia Por Amarante

Amarante combina história, religião e natureza, encantando quem por lá passa. Siga o nosso roteiro para conhecer melhor esta cidade nortenha.

30 de novembro 2018
Ponte de São Gonçalo

Dia1

A Ponte de São Gonçalo é presença assídua em muitos postais de Amarante e, como tal, merece ser visitada.
O roteiro começa nesta construção do século XVIII por onde passaram batalhas napoleónicas e cujo nome está associado a um santo milagreiro capaz de mover pedras ou evocar os peixes.
Percorra os cerca de 50 metros de ponte sobre o rio Tâmega e repare nos dois obeliscos barrocos que exaltam a resistência face às Invasões Francesas.
Igreja e Convento de São Gonçalo

Atravesse a ponte para ir ao encontro da Igreja e Convento de São Gonçalo.
O monumento foi fundado pelo rei D. João III, em 1540, ocupando o lugar de uma pequena ermida medieval dedicada aquele santo.
Aliás, é no interior que encontra a capela que guarda o túmulo de São Gonçalo, marcada por uma pedra tumular trabalhada.
Percorra os claustros deste convento e procure a Varanda dos Reis, com as estátuas dos fundadores e beneméritos deste edifício religioso.
Museu Amadeo de Souza-Cardoso

Também integrado no Convento de São Gonçalo está o Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso.
Fundado em 1947, por aqui encontra várias obras de Souza-Cardoso, filho de Amarante e artista do modernismo português. O seu espólio abrange vários estilos, da ilustração e caricatura, passando também pela pintura.
As coleções deste museu incluem obras de outros artistas, nomeadamente António Carneiro e Acácio Lino, ambos igualmente nascidos em Amarante. Passe pelos Corredores da Modernidade e descubra outros importantes trabalhos no campo da pintura e da escultura.
Parque Florestal de Amarante

A parte da tarde é feita ao ar livre. No Parque Florestal de Amarante pode percorrer mais de cinco hectares de pura natureza.
Com ligação ao rio Tâmega, o parque nasceu em 1916, altura em que ali foram plantadas árvores para ajudar na reflorestação da Serra do Marão.
Aquele que é considerado como “o pulmão de Amarante” oferece uma biodiversidade muito rica, que inclui uma série de espécies de flora — sequóias, plátanos e tílias — e de fauna, sendo mais comuns as perdizes e as gralhas.
Golfe de Amarante

Se é golfista pode também usar a tarde para conhecer o Golfe de Amarante.
Construído em plena Rota do Românico, o campo foi inaugurado em 1997 e tem assinatura portuguesa. São 18 buracos inseridos na mais bela paisagem amarantina.
Casa da Calçada

Amarante tem muito para oferecer e pode sempre ficar mais uns dias para conhecer melhor a região. Fique alojado na Casa da Calçada — Relais & Chatêaux para uma experiência de luxo. Este edifício do século XVI oferece uma decoração romântica e quartos com vista para a parte histórica da cidade.
É também aqui que encontra o Largo do Paço, um dos restaurantes de Portugal distinguidos com Estrelas Michelin.
Fotografias: Museu Amadeo de Souza-Cardoso | WikiMedia Commons/Tiago
Desafio

O Amarantino

Faça check-in com a App Via Verde e suba no ranking
Pontos de check-in:
  • Casa da Calçada Relais & Chateau
  • Mosteiro de São Gonçalo

para ver os check-ins já feitos.

Ao completar Desafios, pode ganhar portagens gratuitas!

Sugestões relacionadas