Descobrir Portugal
5 Museus Premiados Que Provavelmente Não Conhece
Top
  • História e Cultura

5 Museus Premiados Que Provavelmente Não Conhece

Com a comemoração do Dia Internacional dos Museus a 18 de maio e a reabertura destes equipamentos culturais, mostramos-lhe alguns espaços que, apesar de menos conhecidos, já ganharam prémios pelo seu trabalho.

15 de maio 2020
1 Museu Metalúrgica Duarte Ferreira

Museu Metalúrgica Duarte Ferreira

Na vila do Tramagal, no concelho de Abrantes, este museu conta a história da Metalúrgica Duarte Ferreira, que é também a história das gentes locais.
O edifício, que em tempos acolheu o escritório principal da fábrica, acompanha o percurso de Eduardo Duarte Ferreira, empreendedor e filho da terra, que construiu um verdadeiro império no sector da metalurgia nacional durante o século XX.
Desde o ano em que surgiu a Metalúrgica Duarte Ferreira (MDF), em 1879, até à sua data de extinção, em 1997, a história está toda lá. Em grande parte, graças ao envolvimento da comunidade local, através da doação de espólio, partilha de testemunhos e identificação de algum do acervo.
A MDF chegou a empregar em tempos de prosperidade mais de 2500 trabalhadores e esse peso vê-se ainda na localidade, tendo sido responsável pela construção de bairros, escolas e até campos de futebol. A marca conquistou presença ao longo da história, tendo construído algumas viaturas míticas, como os Berliet Tramagal que foram utilizados durante a Guerra do Ultramar.
A Associação Portuguesa de Museologia distinguiu o Museu Metalúrgica Duarte Ferreira como o “Melhor Museu do Ano 2018”, logo após da inauguração deste espaço em 2017.
2 Museu do Dinheiro

Museu do Dinheiro

Em plena capital lisboeta faz-se contas ao dinheiro! Neste museu fala-se sobre o tema de espírito aberto, sobre a sua história e a relação com as sociedades, e não faltam coleções de numismática e notafilia, entre outros objetos.
E porque este é um museu que prima pela interatividade, logo à chegada pode tocar numa barra de ouro verdadeira… no valor de cerca de meio milhão de euros!
Da origem das trocas e o surgimento das moedas, à formação do sistema bancário, esta história única e universal é contada em cinco núcleos distintos que ocupam a antiga Igreja de São Julião, mesmo ao lado da Câmara Municipal de Lisboa. E, ironia das ironias: não precisa de pagar para entrar.
O Museu do Dinheiro foi reconhecido pela Acesso Cultura com o prémio “Acessibilidade Integrada 2017” por ser “um projeto que assume desde a sua conceção, museografia e relação com os públicos um compromisso maior com a acessibilidade, trabalhando-a de forma integrada e inclusiva”.
3 Museu da Música Mecânica

Museu da Música Mecânica

Em Pinhal Novo, no concelho de Palmela, existe um museu com centenas de caixas de música dentro de um edifício que simboliza, ele próprio, uma caixa de música gigante. O Museu da Música Mecânica partiu de uma iniciativa do colecionador Luís Cangueiro e reúne mais de 600 peças de música que trabalham através de sistemas mecânicos.
O espólio data desde finais do séc. XIX até à década de 30 do séc. XX, com todos os elementos expostos ainda em funcionamento, desde antigas caixas de música com cilindro de madeira ou de metal, às conhecidas grafonolas.
Inaugurado em outubro de 2016, o Museu da Música Mecânica coleciona também prémios, da “Melhor Coleção Visitável” à menção honrosa alcançada numa parceria com o Museu do Fado.
4 Museu do Calçado

Museu do Calçado

São João da Madeira é conhecida pela ligação à indústria do calçado e, por tal, nada mais indicado que tenha um museu dedicado a este ofício.
Localizado no antigo edifício da empresa Oliva, empresa do ramo da metalurgia pesada e associada para sempre à imagem das máquinas de costura, o Museu do Calçado oferece uma viagem pela história da produção do calçado em Portugal. Lança um olhar sobre as oficinas e o aparecimento das grandes fábricas, sem esquecer o design no séc. XX ou as evoluções tecnológicas e criativas do séc. XXI.
No currículo, este espaço conta com vários galardões, entre eles os prémios “Inovação e Criatividade” e “Aplicação de Gestão e Multimédia”.
5 M|I|MO — Museu da Imagem em Movimento

M|I|MO — Museu da Imagem em Movimento

Em Leiria, o M|I|MO — Museu da Imagem em Movimento — nasceu em 1996 no âmbito das comemorações do centenário do Cinema Português.

Pretendendo ser um espaço de diálogo entre a Arte e a Ciência, conta com um espólio que congrega várias coleções sobre a evolução da Cinematografia.
Inserido na cerca medieval do Castelo de Leiria, nos antigos Celeiros da Mitra,  o M|I|MO divide-se em três áreas: o período pré-cinema, a fotografia e o cinema.
Em exposição estão teatros de sombras, máquinas e brinquedos óticos e lanternas mágicas, antigas máquinas fotográficas e visores, projetores de filmes e câmaras de filmar.
Em 2019, o M|I|MO — Museu da Imagem em Movimento foi distinguido pela Associação Portuguesa de Museologia com uma menção honrosa “Trabalho de Museologia” pela exposição “Nós e os outros”.
Desafio

Caça Museus

Faça check-in com a App Via Verde e suba no ranking
Pontos de check-in:
  • Museu do Dinheiro
  • Museu do Calçado
  • Museu Metalúrgica Duarte Ferreira
  • M|I|MO — Museu de Imagem e Movimento
  • Museu da Música Mecânica

para ver os check-ins já feitos.

Ao completar Desafios, pode ganhar portagens gratuitas!

Sugestões relacionadas