Descobrir Portugal
Os Cafés da História de Lisboa
Top
  • Gastronomia e Vinhos
  • História e Cultura

Os Cafés da História de Lisboa

Apaixonados pela bica e por dois dedos de conversa, cedo os portugueses ganharam o hábito de frequentar o café. Mas há cafés e cafés. Em Lisboa, há pelo menos meia dúzia que fazem parte da história da capital.

12 de novembro 2015
1 Martinho da Arcada

Martinho da Arcada

Foi durante décadas a segunda (ou talvez primeira) casa de Fernando Pessoa. Era ali que o poeta se sentava horas a fio a escrever, inspirando-se no movimento, no entra e sai e nas conversas das mesas do lado.  O Martinho da Arcada começou por ser uma loja de bebidas mas quando se deu a inauguração oficial, em 1782, apresentou-se como botequim. Situado em pleno Terreiro do Paço, foi local de tertúlias e ponto de encontro de artistas, políticos e figuras politicas. Hoje, é mais um ponto de passagem obrigatório para os que visitam Lisboa. 

2 Confeitaria Nacional

Confeitaria Nacional

Quem gosta de bolo-rei já se habituou a esperar na fila da Confeitaria Nacional. É o “menino” dos olhos desta pastelaria que há várias gerações pertence à mesma família. Mas há mais para além do bolo-rei (ou da sua versão feminina, o bolo- rainha). Os pastéis de nata também são muito apreciados, tal como os bombons. Tudo confecção própria.
Na fachada do edifício, situado na Praça da Figueira, pode ler-se que a Confeitaria Nacional tem mais de 180 anos de existência. Para sermos precisos são 186. E a adoçar com cada vez mais qualidade a boca dos portugueses.

3 Café A Brasileira

Café A Brasileira

Do Martinho da Arcada para a Brasileira, sempre em redor desta personalidade da cultura portuguesa. O café do Chiado era também uma das preferências de Fernando Pessoa, o homem do chapéu como já lhe chamaram. De tal forma que o autor está lá, imortalizado pela mão do escultor Lagoa Henriques, desdobrando-se em centenas de selfies que diariamente tira com os turistas. Tem 110 anos de vida e fica numa das zonas mais movimentadas de Lisboa — a Rua Garrett —, mesmo em frente ao Largo do Chiado. A entrada é majestosa e encaminha-nos para uma viagem pela Art Déco, através do chão marmoreado e do longo balcão. O dourado sobressai nos apontamentos decorativos e nos reflexos das paredes espelhadas.
Começou por ser uma loja de café oriundo de todo o mundo. Hoje é Imóvel de Interesse Púbico e um dos mais bonitos espaços de Lisboa.

4 Café Nicola

Café Nicola

Pessoa na Brasileira e Bocage no Nicola. O nome do café vem do seu primeiro dono, um italiano que escolheu o Rossio para abrir um simples botequim. O espaço como o conhecemos hoje, inaugurou em outubro de 1929  — com algumas remodelações feitas meia dúzia de anos depois — e rapidamente se tornou local de eleição da dita elite social e intelectual da época. Manuel Maria Barbosa du Bocage era um dos clientes habituais do Nicola e mais de 200 anos depois da sua morte continua a ser presença incontornável do café através da estátua criada por Marcelino de Almeida.

5 Pastelaria Suiça

Pastelaria Suiça

Do outro lado da Praça D. Pedro IV encontramos outro ícone da restauração lisboeta. Falamos da Pastelaria Suiça que desde 1922 encanta quem a visita. O charme do espaço, à época, foi atrativo suficiente para acolher personalidades como Maria Callas ou o cineasta Orson Welles. Hoje, o encanto da Suiça reside na localização e na esplanada frequentada, sobretudo, por estrangeiros. 

6 Pastelaria Versailles

Pastelaria Versailles

Dos típicos cafés passamos para as pastelarias glamorosas e neste tema a Versailles destaca-se. E não é só pela beleza do edifício mas pelas iguarias que serve. Éclairs, os famosos croquetes ou o chocolate quente, daquele espesso que se devora, quase obrigatoriamente, à colher. Aqui, não há dúvida que os olhos também comem e de que maneira. Está desde 1922 na Avenida da República a servir, e bem, a cidade de Lisboa.

Desafio

O Provador de Cafés

Faça check-in com a App Via Verde e suba no ranking
Pontos de check-in:
  • Martinho da Arcada
  • Confeitaria Nacional
  • Café A Brasileira do Chiado
  • Café Nicola
  • Pastelaria Suiça
  • Pastelaria Versailles

para ver os check-ins já feitos.

Ao completar Desafios, pode ganhar portagens gratuitas!

Sugestões relacionadas