Descobrir Portugal
Coimbra - Património da Humanidade Que Também É Nosso
Roteiro
  • História e Cultura

Coimbra - Património da Humanidade Que Também É Nosso

Que Coimbra é um lugar de sabedoria já todos sabemos. E que é uma cidade que merece ser visitada, também. Sendo assim, fomos ao centro do país para conhecer a Coimbra classificada Património da Humanidade da UNESCO.

Dia1

Alta Universitária
A área classificada está integrada no centro histórico, em duas zonas distintas – a Alta, localizada numa encosta da cidade, e a Sofia, numa área da baixa de Coimbra. A universidade, fundada em 1290, a mais antiga de Portugal e uma das mais antigas da Europa, funcionou como uma alavanca para o desenvolvimento da cidade.
Adquira um bilhete Paço das Escolas que lhe dá acesso a diversos espaços. Pode ser comprado no edifício da Biblioteca Geral e custa 9€.

Biblioteca Joanina
Faz parte da Biblioteca Geral da universidade e é um dos mais ricos exemplos da arquitetura barroca. Muitas vezes, a Biblioteca Joanina, mandada construir por D. João V, é considerada uma das mais bonitas do mundo. Assim que ali entra percebe-se bem porquê. Começou por ser a Casa da Livraria e passou a biblioteca em meados do século 18. Aqui, o dourado típico do barroco está em destaque, sendo a cor dominante das estantes que guardam verdadeiros tesouros da literatura. No cofre da biblioteca estão guardados, entre outros, uma 1ª edição dos Lusíadas e uma Bíblia Hebraica do século 15 da qual existem apenas mais 19 exemplares em todo o mundo.

Pátio das Escolas
Saímos da Biblioteca para apreciar a grandiosidade do Pátio das Escolas, a praça central da zona Alta de Coimbra. Foi Paço Real e aqui nasceram muitos dos reis que fizeram parte da dinastia afonsina. Nesta área vamos visitar 3 salas emblemáticas. Começamos pela sala mãe da Universidade de Coimbra – a Sala Grande dos Atos. Também chamada de Sala dos Capelos, é que aqui que decorrem as mais importantes cerimónias da academia. Sabia que foi nesta sala que D. João, Mestre de Avis, foi proclamado rei de Portugal?

Seguimos para a Sala do Exame Privado onde, tal como o nome indica, os alunos faziam os exames para Doutores. Por último,  visite a Sala das Armas onde estão expostas as armas da antiga Guarda Real.

Capela de São Miguel
Em dia de celebração religiosa não é possível visitar a capela. Esperemos que não seja este o caso. A Capela de São Miguel alberga um órgão de 2 mil tubos que ainda hoje funciona. Curiosidade: em 1663, o Padre António Vieira leu aqui um sermão dedicado em Santa Catarina, que se encontra num dos altares da capela.

Torre do Relógio
É um dos maiores símbolos de Coimbra para além de dar as horas aos estudantes. Construída no século 17, é carinhosamente chamada de “cabra” graças ao som emitido por um dos sinos. Apesar dos 180 degraus vale a pena subir ao topo da torre até porque dali se vê Coimbra de uma outra forma... O bilhete para visitar a Torre do Relógio é pago à parte e tem o custo de 1€.

Sofia
Saímos da zona Alta e tomamos a direção da Baixa de Coimbra. Pelo caminho ainda há tempo para apreciar a Sé Velha onde são tradicionalmente feitas as serenatas dos estudantes. Se quiser visitar o interior do templo o custo é de 2€.

O percurso é curto e em 10 minutos chegamos à Rua da Sofia (do grego shopia - sabedoria). Foi nesta artéria que a história da Universidade de Coimbra se começou a desenhar. Ao todo, foram 27 os colégios que ali foram construídos e desses, 7 ainda se mantém nos dias de hoje.

Mosteiro de Santa Cruz
É do século 12 e foi mandado construir por D. Afonso Henriques que, tal como D. Sancho, seu filho, está ali sepultado. A Igreja de Santa Cruz, Panteão Nacional, tem no interior vários motivos de interesse como a sacristia, com pinturas de Grão Vasco, ou órgão de estilo barroco datado do início do século 18.

Café Santa Cruz
Depois da visita ao Mosteiro, aproveite para descansar e sentir o pulso à Baixa de Coimbra. Ali mesmo lado fica o Café Santa Cruz, um dos mais antigos espaços de restauração da cidade, inaugurado em 1923. Só pela arquitetura vale a pena a visita mas mais ainda se provar um Crúzio, doce regional à base de ovos e amêndoas e que é uma das referencias gastronómicas da cidade.

Desafio

Viajante de Capa e Batina

Faça check-in com a App Via Verde e suba no ranking
Pontos de check-in:
  • Universidade de Coimbra
  • Rua Sofia
  • Mosteiro de Santa Cruz

para ver os check-ins já feitos.

Ao completar Desafios, pode ganhar portagens gratuitas!

Programas relacionados

Ver mais Programas

Sugestões relacionadas