Descobrir Portugal
6 Motivos Para Fazer Uma Wine Tour Pelo Alentejo
Top
  • Gastronomia e Vinhos

6 Motivos Para Fazer Uma Wine Tour Pelo Alentejo

É uma das regiões vinícolas de Portugal mais apreciadas pelos amantes de vinho. No Alentejo existem quintas que apuraram o cultivo e a técnica, produzindo, anualmente, verdadeiros néctares reconhecidos além-fronteiras.

12 de janeiro 2018
1 Adega Mayor

Adega Mayor

Foi a primeira adega de autor a ser construída em Portugal. Em Campo Maior, a moderna estrutura com a assinatura de Siza Vieira, erguida em 2007, contrasta com os vastos hectares de vinha, de onde sai a matéria-prima para a produção das gamas Adega Mayor.
O edifício de linhas simples engloba dois pisos destinados à produção e armazenamento do vinho, e, ainda, um último andar para uso turístico. Aqui destaca-se a sala de provas, que abre para um bonito terraço, com relvado e espelho de água.
Quer melhor vista para saborear um bom vinho do que a planície alentejana e a Serra de Portalegre?

2 Adega Cooperativa de Borba

Adega Cooperativa de Borba

A história da Adega de Borba é longa e remonta a 1955, altura em que foi fundada com o intuito de promover os produtores locais e as castas regionais.
O trabalho desta cooperativa continua até aos dias de hoje, reunindo, atualmente, 300 viticultores associados, que cultivam cerca de 2 mil hectares de vinha.
O valor desta associação e os vinhos que dela saem, já valeram à Adega de Borba inúmeros prémios em concursos internacionais, tendo sido considerada pela Revista de Vinhos como a Melhor Adega Cooperativa, em 2016.
Em Borba, o novo edifício da adega é um reflexo do cunho de modernidade que a marca tem vindo a incutir nos seus vinhos e processos de produção. Isto apesar das mais de seis décadas de existência. O Green Roof é o espaço ideal para se entregar a uma prova com degustação de produtos locais enquanto vislumbra a paisagem alentejana.

3 Monte da Ravasqueira

Monte da Ravasqueira

A poucos minutos de Arraiolos encontra o Monte da Ravasqueira, uma marca que tem vindo a ganhar terreno no sector vinícola português.
A propriedade pertence à família José de Mello que ali habita há várias gerações e cujo o gosto decorativo se espelha na casa principal e nos vários anexos que, recentemente, foram transformados em alojamento turístico.
Contudo, a produção de vinho sempre foi o principal negócio do Monte da Ravasqueira e das suas vinhas, adega e cave saem garrafas com várias distinções em concursos nacionais e internacionais. O vinho aqui produzido nasce em 45 hectares de vinha, divididos em duas dezenas de castas, algumas delas verdadeiras experiências para a região.
Para além das provas e atividades que pode fazer no monte, a Ravasqueira guarda também um autêntico tesouro histórico: o Museu da Atrelagem. Uma coleção de carros de cavalos e arreios, iniciada pelo patriarca da família e que hoje conta com mais de 30 exemplares, incluindo um datado do séc. XVIII.

4 Adega da Ervideira

Adega da Ervideira

O Conde D’Ervideira escolheu a região de Reguengos de Monsaraz para, em 1880, dar início ao cultivo e produção daquele que viria a ser um dos vinhos mais conhecidos do Alentejo.
São cerca de 160 hectares, entre o Monte da Ribeira, na Vidigueira, e a Herdadinha, em Reguengos. E é nesta última que encontra o grande edifício da Adega da Ervideira.
Neste local, a tecnologia anda de braço dado com a tradição e os vinhos são o resultado de um saber antigo, mas também de uma apetência pelo risco e uma incessante procura pela melhoria de produto.
Conhecer o processo de fabrico e visitar a adega são apenas algumas das atividades que pode ter numa visita à Ervideira, sendo o ponto alto as provas, acompanhadas por produtos da região. 

5 Herdade do Esporão

Herdade do Esporão

O coração do Alentejo acolhe outro tesouro do sector vinícola português — a Herdade do Esporão, um dos produtores mais conhecidos de Portugal.
Também na região de Reguengos de Monsaraz, a herdade conta com cerca de 702 hectares de vinha, mas também de olival e de outras culturas. São cerca de 40 castas, quatro variedades de azeitona, vários pomares e uma horta biológica que servem de matéria-prima para os principais produtos da marca Esporão.
Para além da adega, a propriedade assume particular importância pelos três monumentos históricos que alberga: a Torre do Esporão, o Arco do Esporão e a Ermida de Nossa Senhora dos Remédios.

6 Quinta do Quetzal

Quinta do Quetzal

Nas encostas da Vidigueira, o vinho é acompanhado por cultura na Quinta do Quetzal. Na propriedade detida pela família Bruin apura-se o gosto não só pelos néctares portugueses, mas também pela arte contemporânea e a boa gastronomia. Tudo inserido no cenário natural alentejano.
O Centro de Arte do Quetzal foi construído em 2016 e o edifício foi buscar as suas raízes a elementos como o xisto. O interior, para além do restaurante e espaço para provas, acolhe exposições de artistas consagrados e dá um novo sentido a uma viagem vinícola.

Desafio

Turista do Vinho

Faça check-in com a App Via Verde e suba no ranking
Pontos de check-in:
  • Herdade do Esporão
  • Adega Mayor
  • Monte da Ravasqueira
  • Adega Cooperativa de Borba
  • Quinta do Quetzal
  • Ervideira

para ver os check-ins já feitos.

Ao completar Desafios, pode ganhar portagens gratuitas!

Programas relacionados

Ver mais Programas

Sugestões relacionadas