Descobrir Portugal
exposições em Portugal
Artigo
  • História e Cultura
  • Festivais e Eventos

As exposições que não pode perder até ao final do ano

2015 caminha a passos largos para o fim mas até lá pode ainda visitar várias exposições. Pintura, escultura, fotografia, obras clássicas ou contemporâneas. Escolha a sua arte favorita e preencha a agenda cultural com estas sugestões.

16 de julho 2020

Exposições no Porto

LUGARES DE VIAGEM – Bienal da Maia 2015 (3º momento)
Integradas no “Lugares de Viagem” da Bienal da Maia 2015, as exposições coletivas “A Força do Real Que Há-de Vir” e “Nunca Chegar Ao Fim” são o momento final deste projeto artístico.
Estas mostras enquadram trabalhos de autores nacionais do campo das artes plásticas. Arquitetos, designers gráficos, músicos, autores de banda desenhada, ilustradores, autores literários e criadores web foram convidados a dar a seu olhar sobre o futuro da criação artística.

Fórum da Maia - “A Força do Real Que Há-de Vir”
Centro Comercial Plaza - “Nunca Chegar Ao Fim”
Entrada livre
Até 14 novembro

[Con]texto - A Arte, a Palavra e o Livro

[CON]TEXTO – A Arte, a Palavra e o Livro
O nome revela a forma. Esta exposição estabelece a relação entre a arte, a palavra e o livro e, por isso mesmo, teve lugar de destaque na Feira do Livro do Porto, em setembro, podendo ainda ser visitada até 15 de novembro.
A mostra reúne trabalhos de 11 artistas de renome nacional e internacional que utilizam a palavra como matéria plástica e a colocam no centro da discussão.
A versatilidade desta exposição vai levá-lo a viajar entre a linguagem escrita aplicada nos mais diversos géneros de arte: pintura, escultura, instalação, vídeo.

Galeria Municipal Almeida Garrett, junto aos Jardins do Palácio de Cristal
3ª a Sábado: 10h00 às 18h00 | 2ª e Dom: 14h00 às 18h00
Entrada livre
Até 15 de novembro

 

Porto Intimo II
Os centros comerciais estão cada vez mais a assumir-se como um espaço de cultura e lazer. O Shopping Cidade do Porto escolheu criar uma loja pop-up para exibir, até ao início do próximo ano, um conjunto único de fotografias do Fundo Aurélio da Paz dos Reis.
As imagens patentes em “Porto Intimo II” vão remetê-lo para o Porto do séc. XIX e momentos marcantes como a visita régia, em 1908, ou os espetáculos no Águia d’Ouro, em 1900.

Shopping Cidade do Porto – Loja 340, 2º Piso
Entrada livre
Até 4 de janeiro

Exposições no Centro

O Branco Precisa de Cor
Helena Dias mostra as suas cores em obras abstratas que estão em exibição na Galeria Almedina no Museu Municipal de Coimbra.
No seu trabalho a pintora natural de Viana do Castelo escolhe a tinta acrílica sobre tela para criar padrões que emitem energia e movimento.

Museu Municipal de Coimbra – Galeria Almedina
3ª a 6ª feira: 10h00-18h00 | sábados e domingos: 10h00 às 13h00 / 14h00 às 18h00 | encerra à 2ª feira e aos feriados
Entrada livre
Até 1 de novembro

 

Tesouros Espirituais da Rainha Santa Isabel

Tesouros Espirituais da Rainha Santa Isabel

Promovida pela Confraria da Rainha Santa Isabel, esta exposição dá a conhecer ao grande público peças e objetos ligados à história da vida religiosa da Rainha Santa.
No Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, onde se encontra o túmulo de pedra original da monarca, poderá conhecer o bordão de peregrina que foi oferecido à Rainha Santa pelo arcebispo de Santiago de Compostela, as mortalhas que cobriram o seu corpo aquando da morte, bem como, peças oriundas do Oriente (séc. XVII), documentos antigos e relíquias que datam ao séc. XIX.

Mosteiro de Santa Clara-a-Nova, Coimbra
Todos os dias: 09h00 às 18h00
Entrada: Individual – 2€ / Grupo – 1,5€
Até 1 de dezembro

 

Exposições em Lisboa

TAP Portugal: Imagem de um povo
Tem até ao fim de Outubro para ir ao MUDE e viajar pela história da TAP Portugal. A exposição passa pela evolução do design da companhia aérea nacional desde 1945 aos dias de hoje.
Os objetos expostos, pertencentes na sua maioria ao acervo do Museu da TAP, integram-se na comunicação visual, indumentária, design de interiores e produtos da empresa de aviação e estão expostos em cinco núcleos cronológicos.
Em destaque poderá encontrar a reconstituição parcial do mural de azulejo da autoria de Querubim Lapa, existente na antiga loja da TAP no Marquês do Pombal, e peças de Maria Keil, Fernando Lemos e Figueiredo Sobral.

MUDE – Museu do Design e da Moda
3ª a Domingo:  10h00 às 18h00 / encerra à 2ª
Entrada livre
Até 1 de novembro

 

Sam Shaw: 60 anos de Fotografia
Pode não conhecer o nome Sam Shaw, mas certamente é-lhe familiar a foto de Marilyn Monroe de vestido branco esvoaçante sobre uma saída de ar do metropolitano.
O autor de muitas das imagens da musa norte-americana e de outras famosas estrelas de cinema (Marlon Brando, Woody Allen, Humphrey Bogart, Alfred Hitchcock, John Wayne, Fred Astaire, Elizabeth Taylor, Ingrid Bergman, Sophia Loren, Charlie Chaplin, Audrey Hepburn, Frank Sinatra, Anthony Quinn, Gary Cooper, entre tantos outros) foi igualmente reconhecido pelo trabalho que desenvolveu na área de fotografia de cena.
A exposição apresenta 200 imagens do fotógrafo icónico nova-iorquino e depois de apresentada em Cascais seguirá numa digressão mundial.

Centro Cultural de Cascais
3ª a Domingo: 10h00 às 18h00 / encerra à 2ª
Entrada: 3€
Até 8 de novembro

 

Olhos nos Olhos – O retrato na coleção do CAM

Olhos nos Olhos – O retrato na coleção do CAM
O retrato e o autorretrato estão na base dos trabalhos apresentado nesta exposição da coleção do Centro de Arte Moderna.
São 140 obras, de várias origens estéticas, entre as quais poderá encontrar, por exemplo, o modo como Fernando Pessoa foi retratado por diferentes pintores como Almada Negreiros, António Dacosta ou Costa Pinheiro, ou vários autorretratos por artistas de relevo do séc. XX e XXI.

Fundação Calouste Gulbenkian
2ª a 6ª feira: 9h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30
Entrada: 3€
Até 19 de novembro

 

Ricordo di Venezia – Vidros de Murano da Casa Real Portuguesa
Peças de vidro de Murano adquiridas pela rainha italiana D. Maria Pia de Sabóia durante as suas viagens a Itália, na segunda metade do séc. XIX, estão em exposição no Palácio Nacional da Ajuda até ao final de novembro.
Entre a coleção exposta, pertencente ao Palácio da Ajuda (e dois exemplares do Palácio Nacional de Sintra), poderá encontrar dragões, golfinhos, flores e folhas, cavalos alados e outras peças produzidas pelos mestres vidreiros venezianos oitocentistas.

Palácio Nacional da Ajuda
Todos os dias, com exceção de 4ªf: 10h00 às 18h00
Entrada: 5€
Até 29 de novembro

 

A Luz de Lisboa
Muito se fala sobre a luz de Lisboa, considerada mundialmente como única e especial. Ícone imaterial da cidade, tem sido celebrada nas mais variadas formas de arte, desde a pintura ao cinema.
 “A Luz de Lisboa” vai desafia-lo a olhar a cidade e a sua luz refletida nas fachadas e pavimento.
Na segunda parte da exposição são apresentados trabalhos artísticos do início do séc. XX à atualidade, sentindo a luminosidade lisboeta pelos olhos dos artistas que a retratam.

Torreão Poente do Terreiro do Paço
3ª a Domingo: 10h00 às 20h00 (até 25 de outubro); 10h00 às 18h00 (a partir de 27 de outubro)
Entrada: 3€
Até 20 de dezembro

 

A Água no Azulejo Português no Séc. XVIII
A parceria entre o Museu Nacional do Azulejo e o Museu da Água da EPAL resultou numa exposição no emblemático Reservatório da Mãe D’Água que lança um olhar sobre a representação da água no azulejo português setecentista.
Os 19 painéis apresentados, na sua maioria datados do séc. XVIII, refletem a visão da água sobre as diferentes vertentes de cultura, religião, mitologia e a sua relação com a cidade de Lisboa.

Museu da Água da EPAL – Reservatório da Mãe D’Água das Amoreiras
3ª a Sábado: 10h00 às 17h30
Entrada Normal: 5€
Até 31 de dezembro

 

A Viagem de Darwin
O Templo da Poesia, no Parque dos Poetas, em Oeiras, transformou-se no templo da Evolução ao receber “A Viagem de Darwin”.
Nesta exposição sobre a aventura científica de Charles Darwin a bordo do HMS Beagle, entre 1831 e 1836, vai viajar pela evolução das espécies e pelo processo criativo e de descoberta do cientista.

Parque dos Poetas, Oeiras
3ª a Domingo: 10h00 às 19h00.
Entrada Normal: 4€
Até 31 de dezembro

 

Exposições no Alentejo

Mãe Terra Mar
A cerâmica do tunisino Khaled Ben Slimanee e a pintura do italiano Alfredo Gioventù mostram-nos a sua representação da cultura mediterrânea.
Os dois artistas apresentam técnicas díspares mas que se conjugam num reflexo do intercâmbio cultural existente naquela região.

Biblioteca Municipal José Saramago, Odemira
3ª a 6ªf: 10h00 às 18h00 / Sábados: 13h00 às 18h00
Entrada Livre
Até 30 de outubro

 

Fundação Eugénio de Almeida

Ah, Finalmente Natureza
A apresentação dos trabalhos de Gabriela Albergaria resulta de uma colaboração da Fundação Eugénio de Almeida com o FLORA ars+natura, um espaço dedicado à arte contemporânea em Bogotá, Colômbia.
Das peças em exposição emergem materiais que a autora recolheu na Colômbia, em Évora e em outros locais de Portugal que coabitam em obras que pretendem entrelaçar lugares separados pela cultura e geografia.

Fundação Eugénio de Almeida, Évora
Todos os dias: 10h00 às 18h00 / Domingo: 10h00 às 13h00
Entrada: 4€ (entrada gratuita ao Domingo)
10 de janeiro 2016

 

Exposições no Algarve

Oilgarve

Oilgarve
Esta exposição une 15 artistas visuais e um sonoro em torno de um só tema: a exploração de petróleo na costa algarvia.
São 16 visões únicas que pretendem “dar um abanão na apatia e ‘desativismo’ em torno desta questão tão importante para o nosso futuro”.
No Oilgarve vai encontrar esculturas, pinturas, instalações, entre outras expressões artísticas, representativas do impacto que a exploração petrolífera poderá ter nos ecossistemas do Algarve.

Farpa Lab – Mercado Municipal de Faro
5ª a Sábado: 14h00 às 19h00
Entrada livre
Até 31 de outubro

Sugestões relacionadas